Eu sou a Universal Universal

Minha história

Sou o Carlos Rubens. Estudante de Direito e jogador de futebol americano. Eu sou a Universal!

"... Fui preparado para uma nova vida, cheia de realizações. Hoje o meu sorriso é verdadeiro.”


Ele é jogador de futebol americano

Há quem diga que esta modalidade esportiva ainda é pouco conhecida pelos brasileiros, mas, acredite, é o esporte que mais cresceu no Brasil nos últimos quatro anos. É uma prática desafiadora, mas também apaixonante. O atleta que a pratica tem que ser forte, rápido e, principalmente, inteligente, pois é um jogo que requer raciocínio preciso e rápido. A partida consiste em uma série de jogadas de curta duração: são quatro tempos de 12 minutos cada um e, diferentemente dos Estados Unidos, aqui no Brasil a prorrogação não é por morte súbita. Por isso, a tensão é ainda maior.

integra1

 

E foi neste esporte que o santista Carlos Rubens, de 37 anos, encontrou motivação para mudar o seu ritmo de vida e ficar de bem com a balança. Quando ele iniciou no esporte estava com 132 quilos e levava uma vida sedentária. Mas, atendendo ao convite de um amigo e depois de muita recusa – pois se considerava fora de forma e da idade ideal –, resolveu fazer alguns testes, totalmente desgastantes e no final, para surpresa de todos, foi aprovado, deixando para trás garotos com idade entre 17 e 20 anos. A alegria diante do resultado foi tão intensa que Carlos prometeu aos treinadores que eles não se arrependeriam de tê-lo escolhido.

integra2

 

“Neste esporte a força é importante, mas não é tudo. Além da dedicação, precisamos usar e desenvolver a inteligência e o raciocínio. Como as jogadas são de curta duração, o atleta precisa pensar e agir rapidamente.” A tática é manter o equilíbrio psicológico. Afinal, cada time tenta desequilibrar o outro. E a arma principal é a provocação, justamente para causar esse sentimento. “Um adversário fica provocando o outro, para evitar que ele raciocine e para tirá-lo do foco”, explica.

integra3

 

Na infância, Carlos nem imaginava que no futuro seria um atleta. O seu grande sonho na época era ser engenheiro naval. Hoje, ele treina 60 horas por mês. Conseguiu perder 30 quilos e se sente mais forte, ágil, destemido e pronto para conquistar o mundo, literalmente. “Quero voar alto como as gaivotas, o máximo possível. Na vida profissional, meu sonho é ser juiz de Direito; e, em família, é fazer minha esposa feliz. Já no esporte, ser eleito o melhor do País.”

 

Quem te viu e quem te vê

A mudança que aconteceu na vida deste santista é observada por todos os familiares. Ele voltou a estudar. Fez supletivo e está cursando faculdade de Direito. Mas no passado sua situação era bem diferente. Ainda muito jovem, ele se envolveu com más companhias e parou de estudar. Pouco tempo depois, conheceu os vícios: passou a beber, a frequentar a noite e da maconha foi um pulo para a cocaína. Para alimentar o vício, Carlos passou a praticar furtos. No início, apenas as pessoas de casa tinham seus bens furtados. Depois, outros parentes se tornaram suas vítimas. Não demorou muito para a mãe expulsá-lo de casa. Ela já previa o pior!
 
Como coração de mãe não se engana, Carlos passou a viver um tormento. Aos 16 anos foi morar na rua, depois em albergues – mas em pouco tempo era expulso por roubar das pessoas mais próximas. Ele diz que não tinha perspectiva de vida e percorreu este caminho por muito tempo. Quando conheceu Jacy (sua companheira há 18 anos), logo foram morar juntos. No princípio, tudo parecia maravilhoso, até que ela descobriu  que estava sendo traída. “Eu passei a usar drogas todos os dias, já não tinha controle do vício e acabei saindo de casa. Minha esposa ficou com depressão e assim percebi que havia me tornado um lixo de homem. Eu estava fazendo sofrer a única pessoa que me deu valor.”

integra4
 
Há males que vêm para o bem

Como é comum acontecer com as pessoas, foi por causa do fundo de poço em que se encontrava que Jacy procurou ajuda na Universal. Neste lugar encontrou portas abertas, amor e, o mais importante, aprendeu a forma correta de fazer uso da fé. “A mudança que percebi em minha esposa foi tão real que no dia seguinte eu também entrei pelas portas da Universal e fui tratado com muita dignidade. Chamo de tratamento porque realmente não há outra palavra para usar. Eu me livrei do vício, da vida amarga e infeliz. E fui preparado para uma nova vida, cheia de realizações. Hoje o meu sorriso é verdadeiro.”

 

A minha força é interior

Medindo 1m91 e com 116 quilos de puro músculo, ele é chamado pelos amigos de “Revolta”. Quem ouve pensa que seja pela força bruta apresentada nos treinos, nos jogos e na academia. Mas não! Carlos afirma que sua força interior é muito maior, pois ele aprendeu a se blindar pela fé que está sempre ativa, se tornando assim um revoltado contra os problemas, as adversidades e as derrotas.
 
Um homem que tinha um futuro incerto, de físico exuberante, forte, mas dominado pelo vício. Uma pessoa que olhava para frente sem enxergar um horizonte, que se escondia atrás dos sonhos e fazia sofrer todos que estavam à sua volta. Hoje, é um exemplo de marido, pai e avô. Um atleta dedicado que só consegue ver um futuro promissor. Sorte na vida? Não! Ele procurou ajuda no lugar certo, por isso, encontrou a solução. O jogador de futebol americano Carlos Rubens também é a Universal!

integra5

Comentários

Comentar 8 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Emerson nascimento santana disse:

    Até entao nao acreditava nisso,mas trabalhei no santos futebol clube e conheci ele, olha o cara é gente boa e muito atencioso, ate falei para ele que achava que era armado, ele falou que nao que é sério, parabéns.

  2. Cristina/Piauí disse:

    Muito bacana o testemunho dele.. Que Deus seja louvado por mais uma vida restaurada.

  3. Juliana Kuhnen disse:

    Que maravilha ver Deus transformando vidas por meio do trabalho da Universal. Que seja cada vez mais abençoada!

  4. Maria Rosa Silva disse:

    Muito importante divulgar as grandes vitorias que Deus fez na vida de muita gente através da Universal . Eu e minha família somos fruto dessa fé . Por isso somos a Universal .

  5. adriely disse:

    muito bacana este testemunho .

  6. Luana disse:

    Linda historia mesmo que Deus continue te abençoando e sei bem o que sua esposa e você passou pois meu esposo é um ex viciado também mais graças a Deus e a nossa fé nossa historia mudou EU SOU A UNIVERSAL

  7. Eliana disse:

    linda história de superação parabéns, que Deus continue te abençoando.

  8. vanessa disse:

    linda a historia continue assim que deus te abençoe.