Eu sou a Universal Universal

Minha história

Eu sou a Flávia Leal. Sou professora de estética e empresária nos Estados Unidos. Eu sou a Universal!

Me transformei em uma mulher determinada. Que não se deixa levar pelo que os outros acham ou pela situação aparente. E sim, por aquilo que acredito. Eu aprendi a acreditar em mim!

Sou a Flávia Leal, 33 anos, nasci no Rio de Janeiro e há 13 anos moro nos Estados Unidos.


Queria que meu pai me matasse

Eu já não suportava a minha vida e as cenas que presenciava: a violência doméstica! Diante desse problema, a dor não é apenas física, é muito mais emocional. A mulher se sente humilhada, sem valor. Eu sei bem o que é isso! Constantemente para defender minha mãe enfrentava meu pai, pedia que ele matasse a mim e a deixasse em paz. Assim passei a ser dominada por um ódio mortal e todos os dias arquitetava a morte dele. Tudo o que eu queria era vê-lo morrer! Este sentimento foi me consumindo…

Alcoólatra, e amante de muitas mulheres, meu pai foi se tornando cada vez mais agressivo. Desfrutava de uma excelente condição financeira, mas nos deixava na pior. Como minha mãe, que era funcionária pública, ganhava pouco, precisei trabalhar para ajudar nas despesas. Minha rotina era assim: muito trabalho, ônibus lotados, livros escolares e correria…


O desejo de vencer era como conto de fadas

Eu não me enganava. Tudo contribuía para minha derrota. Mas lá no fundo eu tinha o desejo de ser grande, de alcançar o mundo, de ser alguém. Porém naquela ocasião eu sabia que realizar meus desejos era impossível, como conto de fadas.

Foi aí que decidi ir para os Estados Unidos. Cheia de sonhos, mas também de tristezas e decepções… Você sabe que um passado conturbado dificilmente a gente esquece!

Fiquei muito encantada quando cheguei. Como sempre fui uma guerreira, consegui trabalho como motorista, e passava o dia inteiro projetando a minha vida enquanto dirigia em torno de 300 milhas por dia. Porém, um ano depois, parecia que meus sonhos iriam desmoronar. Em 2001 as torres caíram em Nova York, tornando-se difícil morar aqui. Mesmo assim resolvi insistir. Trouxe minha mãe e irmã para cá, sempre trabalhando muito.


Um novo pesadelo

Minha mãe foi diagnosticada com câncer no pâncreas e morreu 11 meses após o resultado. Ela era minha melhor amiga, única companheira, e a responsável por cuidar das minhas duas filhas pequenas para eu trabalhar. Fiquei sem chão! A morte dela foi um golpe muito forte que sofri! Pouco tempo depois, em maio de 2008, já tendo bom relacionamento com meu pai, recebi a notícia de que ele havia sido preso por assassinato – o que resultou em muito gasto para ajuda-lo.
flavia_5


Mais uma morte

Quando pensei que os problemas iam dar uma trégua fui informada da morte dele. Diante de tantas perdas e lutas, se não fossem minhas filhas, não teria suportado a pressão. Eu desejava vencer, mas já não tinha ânimo para lutar.
Foi no fundo do poço que cheguei à Universal. Na época eu não conseguia explicar o que havia acontecido, já que entrei na igreja de uma forma, e saí de outra, totalmente liberta dos maus pensamentos que me aprisionavam. Recuperei as forças, dei sequência aos estudos, até que consegui a licença do Estado para atuar na área de estética.


Eu acreditei em mim

flavia_1
Mesmo muitos duvidando da minha capacidade, e já dominada por uma fé sobrenatural, decidi que seria dona de uma escola de estética. Aí convidei a professora da escola na qual estudava para ser minha sócia (recentemente ela havia tentado iniciar o próprio negócio, como não conseguiu, tornou-se frustrada) – ela riu. Mas surpreendentemente consegui! E aquela professora? Foi trabalhar para mim, e, em pouco tempo, consegui comprar tudo o que havia dentro daquele estabelecimento. Inacreditável!

Todos que olhassem para minha vida no passado, diriam: você nasceu para sofrer! Ou, sua vida aqui nos Estados Unidos não tem como dar certo. É verdade! Mas apenas se eu não tivesse conhecido o Senhor Jesus. Na Universal isso foi possível, por isso uma revolução aconteceu, dentro de mim! Me transformei em uma mulher determinada. Que não se deixa levar pelo que os outros acham ou pela situação aparente. E sim, por aquilo que acredito. Eu aprendi a acreditar em mim!


Da miséria para a vida de prosperidade

flavia_2
Agora minha história é totalmente diferente. Sou uma empresária muito bem sucedida. Tenho cinco empresas, todas no ramo da estética. Além de ter conquistado minha independência financeira, também sou reconhecida e respeitada por políticos, empresários, por meus colaboradores e pela comunidade brasileira, pela qual sempre sou homenageada por minha atuação como empresária.


A grande lição

Deus me fez entender que usando a fé sacrificial e trabalhando de forma intensa, digna, poderia decidir como seria minha vida. É isso o que acontece comigo. Agora desfruto de uma paz intensa, que não tem preço. Sou feliz com o que conquistei. Minhas filhas torcem muito por mim. Jéssica tem 12 anos, a Victória, apenas cinco. Nós não somos simplesmente mãe e filhas. Somos amigas, confidentes. Quando temos um tempinho, gostamos de viajar e sempre voltamos ao Brasil para estreitar os laços familiares.

flavia_3
Esta é a minha história. Sou professora de estética e empresária nos Estados Unidos. Uma mulher que venceu a escassez, derrotas e a violência. Eu sou a Universal!

flavia_4

Comentários